domingo, maio 13, 2007



"Há apenas dois tipos de estado de alma constante em que a vida vale a pena ser vivida - com a nobre alegria de ter uma religião, ou com a nobre tristeza de se ter perdido uma."
f. pessoa- heróstrato e a busca da imortalidade

se tudo é assim tão nobre custará admitir que a dúvida perene e serena seja motivo de infelicidade. não é, senão para os prosétitos de religiões e grandes causas moralistas. a estes, atitudes de distância face a epopeias de dor pelos outros e pregões meramente tácitos de solidariedade longuínqua costumam fazer espumar de indignação patética. amén